Desafio-te a poupar!

Desafio-te a poupar!
4 de Dezembro, 2017 No Comments Sem categoria atiopatinhas

Caríssimos,

sei que muitos não conseguem poupar sem serem desafiados logo, hoje trago três desafios para vocês começarem a fazer já este mês ou então já no inicio do ano. O mais habitual, e feito por muitos, é guardar 15% do seu ordenado mensal dividindo o resto por despesas básicas e despesas pessoais. No entanto sei que para grande maioria poupar 15% do salário é impossível, mas com estes desafios acredito que vão engordar a vossa galinha:

  1. O porquinho:
    Não é propriamente um desafio mas acho que é o mais fácil de executar, estão a ver aquelas moedinhas “pretas” que vão sobrando? Coloquem tudo num porquinho mealheiro. Ao final do ano, apesar de não ser um valor muito grande, acredito que já será mais interessante que 0.
  2. Desafio das 52 semanas:
    Já oiço falar deste a uns quantos anos, “fácil” de executar e bom para quem gosta de desafios e em que 15% é muito de momento. Ora o ano tem 52 semanas no total logo, guarda-se o correspondente a cada semana, fica uma imagem exemplo abaixo.desafio_guardar_dinheiro
  3. Desafio dos 12%:
    Este desafio conheci recentemente e acho que para aqueles que acham de difícil execução o das 52 semanas este é mais razoável, tendo o ano 12 meses poupa-se a percentagem que corresponde a representação numérica do mês em questão. Só tem de fazer a continha maravilha: *o vosso ordenado* x *percentagem do mês* = *valor a poupar*. Por exemplo para o mês de Maio, que corresponde ao numero 5, e assumindo um ordenado liquido de 1000€ daria uma poupança de 50€ nesse mês.

Lembrem-se, se ainda assim foi pouco plausível qualquer um deles, adaptem! É impossível fazer o das 52 semanas porque “quem é que vai poupar 52€ numa semana?! Ainda por cima em pleno Natal! Loucos…” façam-no ao contrario, das 52 para 1, ou cortem o objectivo pela metade, ou poupem o que der naquela semana. Era para poupar 14€ mas só sobrou 6€? Perfeito! Seis é melhor que ZERO!

Bons desafios!
 

Tags
Sobre o autor

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *